Hebraico, Tâmil, Persa, Basco e Georgiano são apenas algumas das línguas mais antigas do mundo. São línguas de origem remota e que ainda hoje contam com falantes em muitos cantos do planeta.

Estamos mais que acostumados a nos encontrar com pessoas que dominam o inglês, o francês, o alemão, o espanhol, inclusive, nos últimos tempos, também é frequente ver como muitos tem entrado em aulas de árabe e chinês, porque segundo os especialistas, estes serão os idiomas que dominarão o mundo nas próximas décadas.

Mas você já conheceu alguém que fale algum dos 10 idiomas mais antigos do mundo? Se você quiser se destacar da maioria, e gostaria de aprender a falar um idioma muito antigo, dê uma olhada nessa lista, elaborada pelo The Culture Trip.

As 13 línguas mais antigas

A evolução da linguagem humana é como a evolução biológica — acontece de geração por geração, portanto não há um ponto de ruptura distinto entre um idioma e o próximo idioma que se desenvolve a partir dele. Portanto, é muito difícil com exatidão quanto uma língua é mais antiga que outra. Dito isto, cada uma das línguas abaixo tem um pouco de algo especial para diferenciá-lo.

Hebraico

O hebraico é um idioma que caiu em desuso cerca do ano 400 D.C., porém, com o surgimento do judaico no século XIX, este idioma começou a ganhar importância até que chegou a ser convertido no idioma oficial de Israel.

Ainda que a versão moderna do hebraico seja bastante diferente da versão bíblica, os falantes de hebraico podem compreender e interpretar todos os textos do Antigo Testamento da Bíblia.

Tâmil

Ainda que pouco conhecido no Ocidente, o tâmil conta na atualidade com cerca de 798 milhões de falantes procedentes, sobre tudo, de Sri Lanka e Singapura. Outra curiosidade destacada sobre o tâmil é que, além disso, é o único idioma clássico que sobreviveu até o mundo moderno.

Lituano

Os especialistas em linguística confirmaram que o lituano é uma das línguas que originárias do Indo-Europeu (igual ao inglês, alemão, italiano) que menos se distanciaram de suas raízes indo-europeias, é considerada uma das línguas indo-europeias mais arcaicas.

Persa

O persa é falado atualmente em alguns países do Oriente Médio como Irã, Afeganistão e Tajiquistão. É a língua mais significativa do ramo iraniano, subfamília das línguas indo-iranianas, que pertencem ao conjunto indo-europeu. É o idioma do Irã (antes Pérsia), também falado no Afeganistão e, em sua forma arcaica, no Tajiquistão e na região de Pamir. O persa (ou iraniano) moderno emprega o alfabeto árabe e tem uma literatura rica e extensa.

Islandês

É outra das línguas indo-europeias que chegaram praticamente intactas desde suas raízes até a atualidade. O islandês, concretamente, procede do ramo germânico indo-europeu, mas este idioma permaneceu praticamente inalterado desde a época dos antigos colonos nórdicos.

Macedônio

O macedônio trata-se do idioma que está mais estreitamente vinculado com a antiga religião eslava. Atualmente conta com uns milhares de falantes, principalmente da República da Macedônia, e se escreve com caracteres do alfabeto cirílico.

Basco

A Espanha também conta com uma das mais antigas línguas do mundo, falamos do Basco ou euskera na língua local. Se trata de um idioma completamente isolado de qualquer outro idioma do mundo, a única coisa que se sabe sobre ele é que se falava no País Basco e no sul da França inclusive antes da chegada das línguas românicas.

Finlandês

Se diz que o idioma oficial da Finlândia é um dos mais antigos do mundo, pois começou a ser escrito e falado no século XVI. O finlandês contém muitas palavras emprestadas de línguas milenares, como, por exemplo, das línguas fino-úgricas.

Georgiano

O georgiano é a maior língua kartveliana, um dos idiomas mais antigos e a única língua caucásica com uma antiga tradição literária. Seu belo e singular alfabeto é também muito antigo, pois se acredita que é uma adaptação do antigo aramaico do século III D.C.

Irlandês Gaélico

Você ficaria surpreso em saber a quantidade de irlandeses que ainda nos dias de hoje seguem estudando e aprendendo o irlandês gaélico, inclusive pelo simples fato de atualmente ser uma das matérias obrigatórias nas escolas da Irlanda.

Se trata de uma língua procedente do ramo das línguas celtas, que se falava em toda a atual Grã-Bretanha antes que estas ilhas caíssem nas mãos do império germânico. Além disso, o gaélico irlandês conta com a literatura vernácula mais antiga de todas as línguas da Europa Ocidental.

Japonês

O Japonês é um língua aglutinante falada por mais de 120 milhões de pessoas que vivem no Japão e mais de 400 milhões de pessoas espalhadas por todo mundo. Existem semelhanças no léxico com as línguas do leste da Ásia, como as tibetano-birmanas e as austro-asiáticas.

A língua japonesa sofreu influência maciça da língua chinesa por um período de, no mínimo, 1.500 anos. Muito de seu vocabulário foi importado da língua chinesa ou criado com base em modelos chineses. Sua gramática é semelhante à da língua coreana e há indícios de que são correlatas.

O nome japonês para a língua é nihongo (日本語?). O kanji 日 designa o sol, e o kanji 本, aqui, significa “origem”. Essa designação para o Japão vem da China devido à posição geográfica relativa entre os dois países — é daí que vem a expressão “País do Sol Nascente”. Os kanjis entraram na sua maioria por intermédio da Coreia.

Chinês

O que habitualmente se chama língua chinesa é, na verdade, uma família linguística que pertence ao tronco linguístico sino-tibetano.

A transliteração dos caracteres chineses para as línguas que usam o alfabeto latino pode ser feita pelo sistema Wade-Giles, criado por dois missionários americanos.

A língua chinesa apresenta grande variedade de dialetos, sendo tamanha a diferença entre eles a ponto de muitos serem incompreensíveis entre si. Entre eles:

Mandarim, considerado o idioma oficial da região de Beijing e, teoricamente, falado em toda a China, incluindo Taiwan, sendo também falado em Singapura;

Cantonês, falado em Cantão (província de Cantão), Hong Kong, Macau e sudeste do país;

Hindi

O hindi é uma língua indo-ariana, derivada do sânscrito, uma das línguas mais antigas e falada por 70% dos indianos, principalmente no norte, centro e oeste da Índia. É parte de uma continuidade dialetal da família indo-ariana fortemente associado a religião hindu.

O híndi é uma das línguas oficiais da Índia ao nível federal. A Constituição indiana estabelece ainda que o híndi deve ser escrito com o alfabeto devanágari. Entre as várias línguas oficiais da Índia, o híndi goza, ao lado do inglês, de maior prestígio na sociedade indiana.

Esta foram algumas das línguas mais antigas do mundo, e que ainda são faladas em algum canto do nosso planeta. Conheça também os mais falados, os mais difíceis e os mais fáceis de aprender.


Original: The 10 Oldest Languages Still Spoken in The World Today (em inglês)

Avance mais rápido com um professor

Aprenda idiomas online com um professor particular adequado ao seu orçamento e à sua agenda!

Ver todos os professores →
Compartilhar