Casos Gramaticais (Grammatische Fälle)

Casos Gramaticais (Grammatische Fälle)

Em alemão há apenas quatro casos gramaticais. Os nomes (substantivos) em alemão declinam-se com raridade, porém todos os adjetivos e artigos sofrem flexão. Os casos alemães são:

Nominativo

É simplesmente o sujeito da oração. Não se declina propriamente, pois se perguntarmos como é “casa” em alemão, a resposta será o substantivo em sua forma “pura”, Haus, que já está automaticamente no nominativo. Por isso é uma inexatidão dizer-se que um substantivo está no caso nominativo.

Acusativo

É o caso regido pela maior parte dos verbos e preposições. Quando em português dizemos “eu vi o menino”, ‘o menino’ está no acusativo, pois a ação de ver foi praticada sobre ele. É o que chamaremos de declinação fraca.

Leia mais sobre o acusativo

Dativo

Um menor número dos verbos e das preposições regem o caso dativo. O nome do caso ajuda a compreendê-lo. Vem do verbo latino do, ou seja, o verbo “dar”. Por isso o paradigma desse caso é o verbo dar. Ocorre quando usamos o verbo “dar” em português (assim como outros verbos que pedem a preposição a e para: “Eu dei isto à mulher.”)

Genitivo

É o caso da posse, assim como dizemos em português “Isto é da mulher”. Um pequeno número de preposições e nenhum verbo rege este caso.

Agora que você começou a conhecer (superficialmente) o que são e quais os casos encontrados no alemão, você poderá entender o funcionamento dos casos com os pronomes pessoais.

AcusativoNominativoDativoGenitivo
ichmichmirmein
dudichdirdein
erihnihmsein
siesieihrihr
esesihm
wirunsunsunser
ihreucheucheuer
siesieihnenihr
SieSieihnenihr

Para que você possa sedimentar esse conhecimento através da construção de frases simples é preciso conhecer verbos básicos. Após ver a conjugação no tempo presente dos verbos sein (ser, estar) e haben (ter), você esta apto a compreender o que são os casos gramaticais e como usá-los.

Aprender Alemão