As 7 línguas mais úteis no mercado de trabalho
As línguas mais úteis no mercado de trabalho

As 7 línguas mais úteis no mercado de trabalho

Além do inglês, de longe o idioma mais frequente nos requisitos para oportunidades profissionais, outras línguas também podem fazer diferença no mercado de trabalho, confira abaixo quais são e os motivos para conhecê-las.

Espanhol

A língua espanhola é a língua mais falada no mundo depois do inglês. É também a língua nativa de mais de 440 milhões de pessoas, em mais de 44 países.

O espanhol é um das línguas mais importantes do mundo, sobretudo para os brasileiros, por conta de nossa proximidade geográfica com países que falam essa língua. Além de ser o idioma de nossos vizinhos e do Mercosul, é uma das línguas mais fáceis de aprender, para a maior parte dos brasileiros.

A Argentina costumar figurar anualmente entre os três principais destinos das exportações brasileiras. Além disso, cerca de 25% dos produtos brasileiros vendidos para o exterior têm como destino os países do Mercosul. Os países do bloco são também o principal mercado para a exportação de produtos brasileiros manufaturados.

Casa Rosada - Buenos Aires, Argentina
Casa Rosada – Buenos Aires, Argentina | Foto: Pixabay

Francês

O Canadá e a França, que possuem o francês como língua oficial, mantêm boas relações diplomáticas e econômicas com o Brasil. Além disso, o francês é falado por mais de 290 milhões de pessoas em todo o mundo, sendo a língua oficial (ou uma das línguas oficiais) de países como Suíça, Mônaco, Luxemburgo, Bélgica, entre outros. O francês é também a língua oficial da OTAN, das Olimpíadas, da Cruz Vermelha e de outras organizações. Ou seja, não faltam razões para aprender francês.

Quem trabalha com games pode conseguir um bom emprego na província de Quebec, no Canadá, se souber falar francês. O francês é indicado também para quem deseja seguir carreira diplomática e para aqueles que pensam em estudar culinária na França. A França, hoje, é ainda um dos principais produtores mundiais nos setores de produtos farmacêuticos, telecomunicações, aeronáutica e energia.

O Brasil é hoje o maior parceiro comercial da França na América Latina. Mais de 500 empresas francesas estão estabelecidas no País. Ao todo, elas empregam mais de 250 mil pessoas.

Japonês

Embora ofuscado, nos últimos anos, pela China em matéria de desenvolvimento econômico, o Japão continua sendo uma das grandes potências mundiais. Em 2014, o país figurou como o 2º principal parceiro comercial do Brasil na Ásia e o 6º no mundo. O japonês é falado por 122 milhões de falantes nativos e continua sendo uma das línguas mais faladas no mundo.

O Brasil é o país que abriga a maior população japonesa fora do Japão. Além disso, Brasil e Japão possuem sólidas relações comerciais. Engenheiros brasileiros podem obter boas oportunidades de emprego ou de negócios no Japão se souberem falar japonês. Setores como tecnologias da informação e das comunicações; nanotecnologia; tecnologia aeroespacial; robótica e novos materiais oferecem bom potencial de integração entre os dois países.

Sensoji Asakusa - Tóquio / Japão
Templo Sensō-ji – Tóquio, Japão | Foto: Pixabay

Alemão

Embora, para nós brasileiros, não esteja entre as línguas mais fáceis de aprender, o alemão é falado por mais de 90 milhões de pessoas em todo o mundo. E é a língua materna mais utilizada na Europa, sendo o idioma de países como Alemanha, Áustria e Suíça.

A Alemanha é o principal parceiro comercial do Brasil na Europa e o 4o mais importante parceiro comercial brasileiro no mundo.

Estudantes e profissionais brasileiros da área de engenharia podem usufruir de boas oportunidades de intercâmbio e no mercado de trabalho da Alemanha se tiverem um bom nível de domínio de alemão.

Localmente, somente no Estado de São Paulo, há mais de 800 empresas alemãs em operação. Juntas, elas geram mais de 250 mil empregos diretos.

Italiano

No mundo, há mais de 75 milhões de pessoas que falam italiano. Os falantes dessa bela língua estão espalhados por em mais de 34 países (Itália, Vaticano, Suíça, Brasil, entre outros). A língua italiana é também uma língua de artistas, bem como uma das línguas oficiais da União Europeia.

Brasileiros da região Sul já estão acostumados a ouvir o italiano nas ruas e casas das pequenas cidades formadas por descendentes de italianos. Por ter descendência italiana, já participei de festas familiares nas quais o “Parabéns para Você” foi cantado em italiano. Essa é uma pequena prova de que o italiano continua vivo em várias comunidades brasileiras e possui valor cultural em nosso país.

Em termos de valor profissional, o fato de saber italiano pode abrir várias portas na carreira daqueles que trabalham com moda no Brasil ou pensam em seguir essa carreira. A parceria bilateral firmada há alguns anos entre Brasil e Itália prevê ainda a ampliação da cooperação nas áreas espacial, cultural e de energia, entre outras.

Estima-se que cerca de 150 mil pessoas trabalhem hoje nas 900 companhias italianas, de diversos setores, instaladas no Brasil.

Roma, Itália
Roma, Itália | Foto: Pixabay

Chinês

A população chinesa corresponde a um terço da população mundial. Além disso, a cada ano que passa, o país se fortalece na posição de potência econômica global.

Embora a China esteja distante em termos geográficos, desde 2009, é o maior parceiro comercial do Brasil. Muitas empresas brasileiras, de startups a multinacionais, dependem da China para produzir ou comercializar produtos.

Especialistas defendem que o inglês ainda é o principal idioma usado para fazer negócios com os chineses, mas dominar o mandarim (além do inglês, é claro!) é um grande diferencial. Especialmente para quem trabalha no ramo industrial, comercial ou militar.

O chinês é composto de 12 dialetos. O mais conhecido deles é o mandarim, falado por 94% dos chineses. A maneira de escrever em mandarim e suas diferentes pronúncias são consideras difíceis. Porém, o mandarim tem a vantagem de não usar tempo verbal, conjugação e nem gramática complexa.

Árabe

Idioma nativo de mais de 300 milhões de pessoas, o árabe é uma das línguas oficiais de 57 países. É também um dos idiomas oficiais da ONU, da Liga do Estados Árabes e da União Africana. É ainda língua oficial de 5 dos 12 membros da OPEP, e de fortes economias acendentes da região do Golfo Pérsico, como Qatar e Emirados Árabes.

O conhecimento da língua árabe pode ser útil para uma carreira internacional em vários setores econômicos. Diversos países de língua árabe estão em uma das regiões mais ricas do mundo, com um coeficiente de crescimento da ordem de 120% nos últimos cinco anos.


Por Mosalingua em As línguas estrangeiras mais úteis no mercado de trabalho brasileiro