Plataforma permite aprender com um professor à sua escolha, quando e onde quiser. O pagamento é por hora, as aulas são flexíveis e feitas sob-medida às necessidades do aluno, fórmula perfeita para avançar rápido seja qual for o idioma.

Paulo Sérgio, 38 anos, é professor de português e francês, e aluno de italiano. Tudo isto em uma plataforma online. Cansado dos horários dos institutos e escolas de línguas, começou à procura de alternativas que lhe permitissem continuar a fazer aquilo de que mais gosta, e a ter melhor qualidade de vida. Encontrou vários sites, como Verbling, Preply e Italki, mas optou por HR idiomas, pois encontrou “professores selecionados e qualificados com valores mais acessíveis e em reais”.

As aulas acontecem dentro da própria plataforma, “para os professores, a grande vantagem é que acedem a um mercado muito grande e não precisam de se preocupar sozinhos com a sua própria promoção. Além disso, o pagamento é muito simples e seguro”, destaca. Já para os alunos, as vantagens passam por “horários flexíveis” e “acesso a um professor à sua escolha no horário que você precisar, durante a pausa para o almoço ou no final do dia, depois do trabalho, por exemplo”. Após um simples cadastro, o usuário tem direito a uma primeira aula experimental grátis de até 30 minutos, o que lhe permite conhecer vários professores e escolher aquele que considera mais adequado.

Almir, 36 anos, está aprendo francês com o Paulo. “Falo português e inglês. Estava à procura de um professor que falasse uma dessas línguas, pois vivo na Suíça há cinco anos e já fiz vários cursos aqui, mas, como não falam português, é difícil entender”, explicou, por mensagem. O que o fez escolher a plataforma, indica, foi a possibilidade de “estudar à hora que se quer sem ter de sair de casa e poder escolher o professor ou professora ideal”.

Aulas que cabem na minha agenda

Lídia, 38 anos, dava aulas de inglês em escolas há mais de 12 anos e em novembro decidiu juntar-se à comunidade em meio período. Ensina português e inglês, aprende francês e italiano. “A principal vantagem é que a pessoa pode escolher o horário e não tem de se preocupar com as deslocações. No caso do português, há uma grande dificuldade em conseguir professores em muitos lugares”. Por outro lado, “sendo aulas individuais, a pessoa anda ao seu ritmo, o que geralmente não acontece com as presenciais, que costumam ser em grupo”.

A professora reconhece, no entanto, que “as aulas em grupo também são ótimas”. “O contato com outros alunos é interessante e permite algo mais de interatividade”, destaca.

Os “professores profissionais”, como Paulo e Lídia, têm de apresentar certificados e currículo para poder dar aulas na plataforma, enquanto os “tutores da comunidade” são “falantes nativos (ou com um nível próximo de nativo) que podem ajudar os estudantes a aprender um idioma por meio de tutoriais informais ou prática de conversação”.

Avance mais rápido com um professor

Aprenda idiomas online com um professor particular adequado ao seu orçamento e à sua agenda!

Ver todos os professores →
Compartilhar