Petit Gâteau

Petit Gâteau

Petit gâteau (do francês pequeno bolo, plural: petits gâteaux) é uma sobremesa composta de um pequeno bolo de chocolate com casca e recheio cremoso servido geralmente acompanhado de sorvete.

Para você que adora um petit gâteau (fala-se “petit gatô”), saiba que na França você encontrará muitos deles, mas não como você imagina…

No Brasil nós conhecemos o “petit gâteau” como aquele bolinho que é um pouco duro por fora e cremoso por dentro. O mais famoso é o de chocolate, acompanhado de sorvete.

Mas na França, petit gâteau (que significa “bolinho” ou “pequeno bolo”) pode ser qualquer tipo de bolo, com cozimento normal e portanto sem estas características que nós associamos e que costuma nos dar água-na-boca.

Gâteau au cœur coulant

Na França você encontrará o fondant au Chocolat, o moelleux e também o mi-cuit au chocolat ou gâteau au cœur coulant. O fondant é um bolo de chocolate cremoso, de cozimento rápido e que quando é retirado do forno ainda está um pouquinho cru.

O moelleux, (que significa “macio”), é um pouco mais seco e se aproxima do bolo de chocolate comum no Brasil. Já o bolinho que vem com o recheio derretido, chama-se mi-cuit ou gâteau au coeur coulant.

A denominação petit gâteau significa “pequeno bolo” na França, no país esse tipo de doce é conhecido como fondant au chocolat. No Brasil, foi batizado de Petit gâteau pelo chef Érick Jacquin.

História

A história do petit gâteau é controversa, alguns defendem que ele foi criado na Itália, outros que foi criado pelo chef francês radicado em Nova Iorque, Jean-Georges Vongetrichten, ao errar na quantidade de farinha que usaria na receita de bolinhos. Outra versão diz que o doce foi criado por um aprendiz de chef dos Estados Unidos que aqueceu demais o forno para preparar bolinhos, mas assim mesmo, foram servidos, conquistando a apreciação dos clientes.

A sobremesa chegou ao Brasil em 1994, por Érick Jacquin, chefe de cozinha francês radicado em São Paulo, que trouxe a receita após esta ser desenvolvida pelo também francês Michel Brás. A receita do petit gâteu foi adotada e modificada (de modo que o consumidor pudesse optar por diferentes recheios), por diversos cozinheiros ao redor do mundo.

Referências: A história do petit gateau