Le verbe être

A melhor forma de apresentar um verbo é conjugando-o. Não proceder desta forma é como conhecer uma pessoa, mas não cumprimentá-la. Por isso, apresento a conjugação desse verbo no presente do indicativo. Como é a primeira vez que conjugamos, ao lado do termo em francês, está a tradução.

Je suisEu sou/estou
Tu esTu és/estás
On/il/elle estEle/Ela é/está
Nous sommesNós somos/estamos
Ils/Elles sontEles/Elas são/estão

A partir desse quadro, podemos tirar algumas conclusões. O primeiro ponto relevante a tratar é o fato de que o verbo être (assim como o to be do inglês) aglutina dois conceitos para os quais há verbos diferentes em português: ser e estar. A distinção deve ocorrer de acordo com o contexto, por isso, merece atenção.

  • Je suis malade (Eu estou doente)
  • Je suis américain (Eu sou americano)

O segundo ponto refere-se ao fato de o leitor atento ter percebido algo diferente entre os pronomes pessoais em francês, o on. Em francês, o pronome on é utilizado de três formas:

  • Como marca de oralidade, substituindo o nous (nós). Mais ou menos como a palavra “gente” em português: Oui, bien sûr! On est à Paris! (Sim, claro! A gente está em Paris!)
  • Também como marca de oralidade, pode significar “tout le monde” (todo mundo): En Italie, on est gourmand! (Na Itália, todo mundo ama comer!)
  • Mas em textos escritos, ainda é utilizado como marca de impessoalidade: On voit beaucoup d’accidents au Carnaval. (São vistos muitos acidentes no Carnaval)

Notar que em francês, todo verbo, geralmente, é precedido por um nome, ou por um pronome.

Por último, também ali, no espaço dedicado à terceira pessoa, é possível notar uma singularidade: além do on, há dois pronomes, il e elle. O primeiro é masculino (ele), e o segundo feminino (ela).

Tratando-se da relação específica desses pronomes com o verbo être, é preciso dizer que eles fazem referência tanto a pessoas, como as coisas:

  • Il est beau, Tom Cruise. (Ele é bonito, o Tom Cruise.)
  • Il est beau, le Cristo Redentor. (Ele é bonito, o Cristo Redentor.)
  • Elle est belle, Claudia Ohana. (Ela é bonita, a Cláudia Ohana.)
  • Elle est belle, la cité de Paris. (Ela é bonita, a cidade de Paris.)

Le verbe être et le dialogue de base

O verbo ser/estar e o diálogo básico – Se existe algo que os franceses realmente levam a sério é a polidez. Trata-se de uma sociedade extremamente intimista e centrada, na qual o respeito aos direitos do indivíduo é pedra fundamental.

Em locais públicos, até o contato visual é evitado. Uma tal característica social não poderia deixar de ter seu paralelo na linguagem, e talvez por isso na França resista bravamente um pronome que no Brasil já não é usado há muito tempo: o vous (vós).

Na França, o vous é utilizado como marca de polidez, sobretudo para com estranhos, ao passo que tu fica com a função de registrar as marcas de familiaridade e intimidade, ou seja, é utilizado com parentes e amigos.

Em vista disso, como é impossível ser amigo de todo mundo, pode-se dizer que o diálogo de base, em francês, dá-se com Je versus Vous.

– Vous êtes médecin, Monsieur Dupont?
– Non, je suis thérapeute.

Em português, tal diálogo seria mais ou menos o seguinte:

– O senhor é médico, senhor Dupont?
– Não, eu sou terapeuta.

No trabalho, por exemplo, caso você conheça o primeiro nome da pessoa, mas não a conheça intimamente, também se usa o vous:

  • Paul, vous êtes en retard aujourd’hui. (Paul, o senhor está atrasado hoje.)

Para finalizar, vejamos alguns diálogos com o tu:

  • Tu es là, papa? (Você está aí, papai?)
  • Marie, tu es mon amie. (Marie, você é minha amiga.)

Le verbe être et l’espace

O verbo être é essencial para a indicação de espaço e localização:

  • Je suis à São Paulo. (Eu estou em São Paulo.)
  • Je suis de New York. (Eu sou de Nova York.)

Observe que a preposição “à” indica a cidade onde se está, ao passo que a preposição “de” indica a cidade de origem. Com relação a países, a regra é a utilização da preposição “en” antes de países femininos, ou continente:

  • Je suis en Russie. (Eu estou na Rússia.)
  • Je suis en Amérique du Sud. (Eu estou na América do Sul.)

No caso de países masculinos, utilizamos “au“, em países no singular, e “aux” em países no plural:

  • Je suis au Japon. (Eu esto no Japão.)
  • Je suis aux Pays-Bas. (Eu estou nos Países Baixos.)

Expressões idiomáticas com être

Expressão idiomática é quando um termo, ou frase, adquire, num dado contexto, um significado diferente do natural. Um bom exemplo em língua portuguesa seria a expressão “fazer sala”. Em francês, com o verbo être, temos duas expressões muito utilizadas: “être en train de” e “être sur le point de“.

Com a primeira, expressamos uma ação que esteja em curso de realização, ou seja, se realizando. Sua formação básica é, sempre, a seguinte: être en train de + verbo no infinitivo

  • La planète est en train de mourir. (O planeta está morrendo.)
  • Le socialisme est e train de s’autodestruire. (O socialismo está se autodestruindo.)

Ao utilizar esta expressão, o falante enfatiza o desenvolvimento da ação. Por meio dessa expressão, o fante procura construir noções de continuidade e progressão, por isso, na tradução, utiliza-se o gerúndio, forma verbal que indica progressão e continuidade.

Entretanto, é importante não confundir esta construção verbal com o presente. Être en train de não equivale ao nosso gerúndio. Em língua francesa, prefere-se a utilização do presente:

A frase “O que você está fazendo?” seria “Qu’est-ce que tu fais?” (O que você faz? em uma tradução ao pé da letra)

A expressão anterior deve ser utilizada apenas em alguns casos específicos, quando é estritamente necessária a transmissão da noção de continuidade, de atividade que se desenrola num tempo um tanto incerto.

A seguir veremos a expressão “être sur le point de”, por meio dela, expressamos uma ação iminente que será produzida em poucos instantes. Sua formação básica é a seguinte: être sur le point de + verbo no infinitivo.

  • Le projet est sur le point d’être lancé. (O projeto está para ser lançada.)
  • Le Canada est sur le point d’établir une nouvelle base militaire. (O Canadá está para estabelecer uma nova base militar.)

Avance mais rápido com um professor

Aprenda francês online com um professor particular adequado ao seu orçamento e à sua agenda!

Ver professores de francês
Compartilhar