O continente africano está se tornando a região do mundo com o maior número de falantes de francês, de acordo com um relatório da Organização Internacional da Francofonia.

A nível mundial, a língua de Molière está indo muito bem, pelo menos em termos de disseminação. Mas poderia estar muito melhor. O francês é hoje a quinta língua mais falada do mundo, com mais de 300 milhões de falantes, depois do chinês, inglês, espanhol e árabe. “Um aumento de 10% desde 2014” segundo relatório apresentado em 2018 pela OIF (Organização Internacional da Francofonia). Até 2014 a língua francesa ocupava o sexto lugar.

“Presente em todos os cinco continentes, a língua francesa tem todas as características de uma língua mundial”, destaca o relatório, observando que o francês é a língua oficial de 32 estados e governos, bem como na maioria das organizações internacionais. Mais que isso: de acordo com as últimas pesquisas, o francês é também o quarto idioma mais utilizado na internet e o terceiro em termos de tráfego.

Este aumento é resultado principalmente pelo crescimento populacional. “O centro de gravidade da Francofonia continua a se mover para o sul, confirmando uma tendência percebida em 2010, quando podemos verificar que dos 22,7 milhões de novos francófonos, 68% são da África subsaariana e 22% do norte da África”, diz o relatório.

Francofonia aberta

Em seu discurso na Academia Francesa em 20 de março de 2018, o presidente Emmanuel Macron foi o porta-voz da “francofonia aberta”, apostando no multilinguismo, embora reconhecendo que “a França é apenas uma parte da francofonia ativa“, “consciente de não carregar o destino dos franceses sozinho”.

A África está destinada a se tornar o continente onde mais haverá falantes de francês, pelo menos em termos absolutos. A porcentagem daqueles que utilizam a língua francesa diariamente, no entanto, são geralmente muito baixas. Apenas 13% no Níger e 17% no Mali e Chade. Mas são 26% em Senegal, 33% na Costa do Marfim, 51% na República Democrática do Congo (RDC) e cerca de 59% no Congo. No Magrebe, o francês é usado diariamente por 52% dos tunisianos, mas apenas por 35% dos marroquinos e 33% dos argelinos.

Na União Europeia, o francês é a primeira língua de apenas 12% dos cidadãos, contra 16% para o alemão e 13% para inglês. Por outro lado, de acordo com o relatório da OIF, “o francês continua a ser a segunda língua estrangeira mais aprendida no primeiro ciclo do ensino secundário nos Estados-Membros da UE, com 26% do total de estudantes, contra 96% inglês, 16% alemão e 12% espanhol”.


Fontes: Francophonie.org | Por Marc Semo, Le Monde em Le français, cinquième langue la plus parlée dans le monde (em francês)

Avance mais rápido com um professor

Aprenda francês online com um professor particular adequado ao seu orçamento e à sua agenda!

Ver professores de francês
Compartilhar