De onde vêm os termos carioca, gaúcho, barriga-verde, capixaba, soteropolitano e potiguar?

Os termos brasileiros que definem origens regionais sem fazer referência direta à região nasceram por diferentes motivos. O mais comum é a influência de outras línguas que conviveram com o português ao longo da história do país, como o tupi e o espanhol platino – falado na região do rio Prata, divisa entre Argentina e Uruguai. Mas existem outras razões. Até mesmo hábitos alimentares e fardas militares ajudaram a dar nomes curiosos para cidadãos dos lugares.

Barriga-verde

Faz parte da tradição cultural de Santa Catarina dizer que as pessoas nascidas no estado são chamados de barrigas-verdes devido ao hábito de beber erva-mate. Para os historiadores, porém, o nome vem do colete verde usado pelos soldados de um batalhão de fuzileiros catarinenses, criado pelo brigadeiro Silva Pais no século XIX.

Gaúcho

A origem da palavra é incerta. Ela existe também na língua espanhola e supõe-se que tenha nascido na região platina, entre o Uruguai e a Argentina, para designar os habitantes das zonas rurais que se dedicavam à criação de gado nos pampas. Os moradores do Rio Grande do Sul teriam herdado o apelido pela proximidade com os dois países.

Carioca

O termo vem de duas palavras tupi: kara’iwa (“homem branco”) e oka (“casa”), que, juntas, significam “casa do homem branco”. Os índios passaram a usar a expressão logo após a fundação do Rio de Janeiro, para se referir à cidade. Como apelido para os moradores, o termo só começou a ser usado a partir do século XVIII.

Capixaba

Quem nasce no estado do Espírito Santo recebe esse nome por influência da língua tupi, na qual kapixaba significa “terra de plantação”. O motivo é que havia, na região, muitas roças que abasteciam de alimento as tribos indígenas locais.

Soteropolitano

É incrível, mas o nome de quem nasce na capital baiana vem do grego! Nessa língua, soter significa “protetor” ou “salvador”, enquanto polis quer dizer “cidade”.

Potiguar

O termo para quem nasceu no Rio Grande do Norte, assim como suas variantes “pitiguar” e “pitiguara”, também vem da língua indígena tupi. A palavra original poti’war significa “aquele que come camarão”, crustáceo encontrado com fartura no litoral do estado.

Avance mais rápido com um professor

Aprenda idiomas online com um professor particular adequado ao seu orçamento e à sua agenda!

Ver todos os professores →
Compartilhar