Conheça algumas expressões comuns dos nossos hermanos, um verdadeiro dicionário de termos porteños.

Frequentemente chamado de espanhol rio-platense (castellano rioplatense), a linguagem coloquial da Argentina e Uruguai é um dos “dialetos” mais diferentes do espanhol. A diferença mais visível é o uso de vos no lugar de . Com isso também tem o estilo voseo de conjugar verbos na segunda pessoa do presente e do imperativo. Estas formas de conjugações se originam do espanhol-antigo e são geralmente semelhantes à conjugação do vosotros usado na Espanha.

O espanhol-argentino também possui gírias locais chamadas lunfardo. Estas palavras geralmente se originam do italiano – devido ao número historicamente grande de imigrantes da Itália – assim como em português e línguas nativas como guarani e o quéchua.

Conheça a seguir algumas expressões e gírias que você pode ouvir na Argentina.

Expressões argentinas

Atenção: Alguns termos e expressões aqui presentes são considerados de baixo-calão, ofensivos ou inapropriados em muitos contextos sociais e profissionais. Essas palavras ou frases podem ser ofensivas por vários motivos, como conotações sexuais explícitas, associação com preconceitos ou discriminação, ou simplesmente por serem consideradas vulgares, ou rudes.

A

A la marchanta: descuidadamente, sem cuidado.

A los pedos: rapidamente, depressa.

Al toque: imediatamente, rapidamente, depressa.

Amarrete: tacanho, avarento, pessoa sovina, pão-duro.

Apolillar: dormir.

Atorrante: sem-vergonha ou vagabundo, preguiçoso.

Aburrido: sem graça.

B

Bajón: usada para indicar algo ou alguém em uma vibe ruim, expressar que algo deu errado.

Bagre: pessoa feia (geralmente mulher).

Bardo: confusão, desordem, problema.

Bardear: insultar, humilhar.

Birra: cerveja.

Bocha: sinônimo de “muito”.

Boliche: discoteca, boate, balada, local para dançar.

Boludo: idiota, bobo, imbecil, tonto, viado.

Bondi: ônibus.

Borrego: criança, moleque (depreciativo).

Bronca: raiva.

Brazuca: brasileiro(a).

Buena onda: alguém simpático, gente boa.

Buzarda: barriga, barrigão.

C

Cachar: entender, compreender.

Cajeta: vagina (vulgar).

Cana: polícia, policial.

Canchero: alguém muito esperto, que sabe muito.

Capocha: cabeça.

Capo: alguém inteligente, competente.

Cara dura: cara de pau.

Catrera: cama.

Charlatán: conversador.

Chamuyar / Chamullar: passar uma lábia.

Chamuyero: fofoqueiro, que enrola as pessoas, xavequeiro.

Chanta: pessoa de pouca credibilidade.

Chapar: beijar.

Che: chamar a atenção de alguém.

Cheto: elegante, se usado para pessoas, indica que é um playboy ou patricinha.

Chiva: barba.

Chivo: fedor nas axilas, cecê.

Chorear: roubar, furtar.

Chota: pênis.

Choto: de má qualidade, ruim (nota: “Choto” não estava na lista original, mas é adicionado aqui para manter a consistência alfabética. Se “Choto” não é desejado, por favor desconsidere.)

Chumbazo: tiro, disparo.

Chupa-medias: puxa-saco.

Chupar: ingerir bebidas alcoólicas.

Chusma: fofoqueiro.

Colectivo / Cole: ônibus.

Cola: bunda, nádegas.

Concha: vagina, xoxota, parte íntima da mulher.

Copado: muito legal, bacana, maneiro ou de alta qualidade.

Culo: sorte.

Chabón: homem, cara, rapaz.

D

Dale: usado em sentido afirmativo, confirmando. Equivale a “ok” ou “beleza”.

E

En bolas: pelado.

En pedo: pode significar estar bêbado ou pode ser uma resposta de extrema negação.

F

Falopa: droga (cocaína).

Faso: cigarro.

Fachero / Fachado: pessoa elegante, bem vestida, bonito.

Fajar: bater.

Fiaca: preguiça.

Fichar: olhar com atenção, observar cuidadosamente.

Flaco: rapaz.

Forro: camisinha, preservativo (também pode ser alguém “folgado”).

G

Gamba: perna.

Ganso: idiota, bobo, imbecil.

Garchar: transar, ter relações sexuais, fazer sexo.

Gato: prostituta.

Gauchada: favor, boa ação.

Gil: bobo, estúpido, imbecil, idiota.

Gracioso: engraçado.

Gratarola: grátis, gratuito.

Groso: pessoa legal, gente boa ou que possui qualidades sobressalientes.

Guita: dinheiro, grana.

H

Hincha pelotas: pessoa que “enche muito o saco”.

I

Ir al sobre: ir dormir.

J

Julepe: susto.

L

Laburar: trabalhar.

Laburo: trabalho, emprego.

Lija: fome.

Lolas: peitos, seios da mulher.

Lompa: calça.

Luca: dinheiro (peso argentino).

M

Machete: cola, papel usado clandestinamente nas provas.

Mala leche: má sorte.

Mamerto: idiota, bobo, imbecil (ofensivo).

Mango: dinheiro argentino (peso).

Manuela: masturbação, punheta.

Maraca: homem homossexual, bicha, boiola, baitola.

Marote: cabeça.

Mina: mulher, garota, menina.

Morfar: comer.

Morfi: comida.

N

Nena: refere-se de maneira carinhosa a uma mulher, geralmente jovem.

O

Ojete: ânus, cu.

P

Pachanga: festa, celebração.

Paja: preguiça.

Pajero: punheteiro.

Pajita: canudo.

Pancho: idiota, bobo, imbecil (também pode ser “cachorro-quente”).

Papear: comer.

Papo: vagina, xoxota, parte íntima da mulher.

Pedo: porre, bebedeira, bêbado.

Pedorro: algo de baixa qualidade.

Pelado: careca.

Pelotudo: idiota, bobo, imbecil (ofensivo), também usando entre amigos, de maneira carinhosa, ou em discussões, para dizer que a pessoa é um “pé no saco”.

Pendejo: moleque, criança, menino.

Pesado: chato.

Pibe: garoto, jovem, menino, moleque.

Picado: bêbado, embriagado.

Pico: beijo com os lábios juntos e fechados.

Pija: pênis.

Pileta: piscina.

Piola: pessoa esperta, inteligente, legal, bacana, gente boa.

Placard: guarda-roupas.

Plata: dinheiro, grana.

Pochoclo: pipoca.

Pochola: vagina, xoxota, parte íntima da mulher.

Porfiado: teimoso.

Poronga: pênis.

Posta: certo, verdadeiro, confiável (usado para confirmação).

Pucho: cigarro (ou “aponta do cigarro após consumido”).

Pupo: umbigo.

R

Rata: tacanho, avarento, pessoa sovina.

Rengo: manco, coxo.

S

Salado: algo caro (salgado).

Sanatear: falar muito e sem fundamentos, falar besteiras.

Sorbete: canudo.

Subte: metrô.

T

Tacho: táxi.

Tarado: idiota.

Tararira: pênis.

Telo: motel.

Torrar: dormir.

Transar: beijo na boca (de língua).

Trola: prostituta, mulher fácil.

Trolo: homem homossexual, bicha, boiola, baitola.

Trucho: algo falso, pirata, não autêntico, imitação.

Tuca: ponta, guimba do cigarro de maconha.

V

Vago: preguiçoso, garoto, rapaz, usa-se mais como “jovem” no norte do país.

Viandazo: pancada, golpe, batida.

Y

Yanki: norte-americano de Estados Unidos.

Yuta: polícia.

Z

Zarpado: “da hora”, legal.

Avance mais rápido com um professor

Aprenda espanhol online com um professor particular adequado ao seu orçamento e à sua agenda!

Ver professores de espanhol
Compartilhar