Nomes dos animais em alemão – tente decifrá-los

Nomes dos animais em alemão – tente decifrá-los

A língua alemã é famosa por ser complexa. Isso se deve ao fato do alemão ser uma língua que aglutina palavras. Alguns nomes de animais no idioma remetem a algo bem diferente. Adivinhe que bichos são estes, mas antes veja como estes nomes se formam.

Como dar nome aos animais em alemão

A junção de nomes no alemão leva a interpretações “bizarras” se as traduções forem levadas ao pé da letra. Mas note que Tier é a palavra em alemão para animal, e quando precedida por uma outra palavra, descreve o “diferencial” ou a “referência” a este animal.

  • Stinktier – animal-fedorento (gambá)
  • Faultier – animal-preguiçoso (bicho-preguiça)
  • Gürteltier – animal-cinto (tatu)
  • Murmeltier – animal que murmura (marmota)
  • Schnabeltier – animal-bico (ornitorrinco)
  • Maultier – animal-boca (mula)
  • Trampeltier – animal-pisoteador (camelo).

O verbo trampeln significa bater com os pés ou pisar em cima, enquanto o substantivo Trampel é um desajeitado.

Algumas vezes, os sufixos são mais específicos que -tier, mas ainda assim tendem a descrever o animal errado:

  • Schildkröte – sapo-escudo (tartaruga)
  • Waschbär – urso-lavador (guaxinim)
  • Nacktschnecke – caracol-nu (lesma)
  • Fledermaus – rato-esvoaçador (morcego)
  • Seehund – cachorro do mar (foca)
  • Tintenfisch – peixe-tinta (lula)
  • Truthahn – galo-ameaçador (peru).

Trut é uma onomatopeia para o som que o peru faz, mas também há hipótese de que o nome se origine da palavra droten, do alto-alemão médio (Mittelhochdeutsch), que significa “ameaçar”.

Maultier – O bicho da boca?

Se “Maul” é uma forma coloquial de “boca”, e “Tier” é animal em português, que bicho poderia ser esse, já que a maioria tem uma boca?

Maultier é um burro. A palavra “Maultier” existe desde o século 16 e vem do alemão antigo “mul”, derivado do latim “mulus”. Trata-se do cruzamento de égua com jumento, que resulta em mulas ou burros.

Trampeltier – Animal que bate com os cascos?

Se um dos significados de “trampeln” em alemão é “bater os pés no chão”, a transliteração fica difícil, pois há muito animal (“Tier”) que costuma fazer isso.

Trampeltier é o camelo. Neste caso, o nome em alemão vem do jeito desajeitado de o camelo caminhar. A palavra “Kamel” também existe. Os dois termos são usados para xingar pessoas desajeitadas ou burras. Já o dromedário, que tem só uma corcova, é chamado “Dromedar”.

Schildkröte – Um sapo com escudo?

Se “Schild” em alemão quer dizer “escudo” e “Kröte” é “sapo”, “Schildkröte” só pode ser um sapo com escudo?

Schildkröte é tartaruga. Quase! Pois o escudo do nome em alemão é a carapaça resistente que protege o corpo da tartaruga.

Oktopus – O animal de oito pés?

Qual poderia ser o animal que, na tradução literal de “Oktopus”, tem oito pés ou tentáculos?

Oktopus é o polvo. Isso mesmo, o animal com oito pés, ou tentáculos, é o polvo. O nome em alemão vem de “octo” para “oito” e “pode” para “pés”.

Walross – o cavalo-baleia?

“Wal” significa baleia em alemão, e “Ross” é cavalo, mas isso não significa necessariamente que se trate de um cavalo-baleia ou uma baleia-cavalo.

Walross é morsa em alemão. Este animal é muito confundido com foca, leão-marinho e mesmo o lobo-marinho. Embora todos sejam mamíferos e estejam ligados à água, possuem características que os diferenciam. A morsa, por exemplo, tem dentes caninos enormes e é o único dos quatro que não tem pelos.

Eichhörnchen – chifrinhos de carvalho?

Se “Eiche” é carvalho em alemão e “Hörnchen” é o diminutivo de “Horn”, chifre, poderia ser este então um animal de chifre que mora em carvalhos?

Eichhörnchen é o esquilo. A origem do nome remonta ao século 11, em que “aig” (mover-se rapidamente) acabou virando “eich” e “Horn” por causa de suas orelhas, que parecem chifres.

  • Pequeno chifre do carvalho: Eiche (carvalho)+ Horn (chifre)+ chen (pequeno)
  • Croissant do carvalho: Eiche (carvalho) + Hörnchen (croissant)

Nomes alternativos:

  • Eichkätzchen (nome regional) e Eichkatzerl (Áustria) – gatinho do carvalho

Chamar um esquilo de “gatinho de árvore” é bem literal, mas de onde vem o “pequeno chifre do carvalho”? Parece que a resposta é um h colocado no lugar errado: Eichhörnchen vem do alto-alemão antigo ou médio -eichorn, que não tem nada a ver com carvalhos e chifres. Neste caso, o -aich vem da palavra antiga indo-germânica aig, que significa movimento agitado, combinada com o sufixo que agora é obsoleto -orn. Em algum momento da história um h desnecessário foi acrescentado (junto com o sufixo diminutivo -chen) mas o significado original permaneceu. Hoje, Hörnchen é a categoria dos roedores que inclui todos os esquilos, tâmias, marmotas, cão-da-pradaria e esquilos-voadores.

Ameisenbär – forte como um urso?

“Ameise = formiga” e “Bär = urso” em alemão. Será então um tipo de formiga extremamente resistente ou mesmo um animal gigante?

Ameisenbär é o tamanduá. Um Ameisenbär é o que chamamos de tamanduá no Brasil. Não se trata de um urso, mas ele come formigas.

Erdmännchen – homenzinho da terra?

“Erde = terra” e “Männchen = homenzinho”, será um animal parecido com o ser humano que vive embaixo da terra?

Erdmännchen, o suricate. Na realidade, estamos falando do suricate, natural do sul da África. O nome em alemão vem de duas peculiaridades: eles constroem túneis no subsolo, onde passam a noite, e “Männchen” vem da posição de pé, ou melhor, sobre as duas patas.

Meerschweinchen – porco do mar?

“Meer = mar” e “Schweinchen = porquinho”, mesmo assim não se trata aqui do que o nome sugere.

Meerschweinchen, o porquinho da Índia. Acredita-se que o nome em alemão venha do fato de o animal ter sido trazido pelo mar pelos navegadores espanhóis. E o som que fazem lembra filhotes de porcos.

Porco parece ser um recurso habitual para a taxonomia animal alemã:

  • Schweinswal – porco-baleia (boto)
  • Seeschwein – porco do mar (dugongo). Não o confunda com a Seekuh, ou vaca do mar, conhecida em português como peixe-boi.
  • Stachelschwein – porco com aguilhão (porco-espinho).
  • Wasserschwein – porco da água (capivara)
  • Meerschweinchen – porquinho do mar (porquinho-da-índia).

O final -chen denota algo pequeno. Acrescente isso ao final de Schwein e você terá um porquinho ou leitão. Como os prefixos Meer e Wasser podem ser trocados com frequência, é possível que Meerschweinchen na verdade signifique capivara.

Tintenfisch – o que tem a ver o peixe com a tinta?

“Tinten = tinta” e “Fisch = peixe”. Haverá algum indivíduo no mundo aquático que pode ser associado com tintura?

Tintenfisch, a lula. Se pensou na lula, acertou. Assim como o polvo, este animal possui uma glândula de tinta. Quando se sente em perigo, forma uma nuvem de tinta para poder escapar.

Flusspferd – o cavalo do rio?

Pela tradução literal, se “Fluss” quer dizer “rio” e “Pferd” significa “cavalo”, seria o cavalo do rio.

Flusspferd, o hipopótamo. Isso mesmo, só que nós o chamamos hipopótamo, que é a mesma coisa, pois “hippos” quer dizer “cavalo” e “potamos”, “rio”. Pode-se dizer também “Nilpferd”, ou mesmo hipopótamo-do-nilo, já que o animal foi descoberto junto a este rio na África.

Seekuh – uma vaca aquática?

“See = mar ou lago” e “Kuh = vaca”. É um bicho da água, sim, mas não se trata aqui daquele animal do qual tiramos leite.

Seekuh é o peixe-boi. Não é vaca do mar, mas sim o nosso peixe-boi. Além de também serem mamíferos, estes animais vivem na água e se alimentam de algas, aguapés e capins aquáticos.

Heuschrecke – o assustador do feno?

Que animal poderia ser este, se “Heu” significa “feno” e “Schrecken” é o mesmo que “pavor”?

Heuschrecke, o gafanhoto. A palavra “Heuschrecke” remonta ao alemão antigo, onde o verbo “schrecken” significa “pular”, uma das principais habilidades deste inseto. Por isso ele também é conhecido como “Grashüpfer”, ou “saltador de capim”.

Marienkäfer – o besouro de Maria

“Marien = Maria” e “Käfer = besouro”. Alguém se lembra de nas aulas de religião algum dia ter ouvido falar em alguma relação entre um besouro e a mãe de Jesus?

Marienkäfer, a joaninha. No Brasil a associação é difícil, pois o nome em alemão tem uma história peculiar, como o de muitos outros animais. A joaninha é considerada um talismã da sorte na Alemanha, e, por causa de sua importância na agricultura, os camponeses antigamente acreditavam tratar-se de um presente de Maria, por isso lhe deram este nome.


Via DW.com