11 hábitos simples para melhorar sua fluência no inglês

11 hábitos simples para melhorar sua fluência no inglês

Pensar em Inglês

Este é um exercício mental que você pode fazer em qualquer momento. Sabe quando está no elevador olhando para os botões? Em vez de ficar pensando na morte da bezerra, olhe discretamente à sua volta e comece a descrever as pessoas, suas características físicas, suas roupas, onde você acha que elas estão indo, o que fazem da vida, etc.

Assistir a filmes e series em inglês com legendas em inglês.

Mas tem um truque! Se você ainda não tem domínio suficiente da língua, esse exercício pode se tornar uma tarefa muito chata e você vai desperdiçar um seriado, pois não vai entender quase nada do que se passa.

O segredo é assistir aquele seriado/filme que você já viu antes e conhece a história, mas dessa vez no idioma original e com as legendas em inglês ligadas.

Assim você não perde nada da história, pois sabe o que vai acontecer e a experiência será muito mais agradável. Conforme você se sentir mais confortável, pode começar a desligar as legendas.

Usar as legendas CC (Closed Caption)

Similar à dica anterior, mas perceba que nos serviços de streaming (tipo Netflix) você muitas vezes encontra as opções de legendas “English” e “English CC”. A diferença é que na CC, além das falas, também são descritos os sons do filme, tipo: “Carro passando”, “Pessoas falando”, “Música animada tocando ao fundo” e etc. Assim, você ajuda a melhorar mais ainda o seu vocabulário.

Navegue em inglês

Deixe seu computador, smartphone, email, Facebook e Instagram em inglês. A grande maioria dos sistemas/serviços oferecem esta opção, dessa maneira você ajuda a ampliar seu contato com a língua inglesa e de quebra aprende algumas palavras e expressões após usá-las repetidamente.

Não complique seu discurso

Tudo bem se sentir desconfortável quando temos um argumento elaborado, com idéias complexas e cheias de detalhes. E ninguém gosta de parecer menos inteligente do que realmente é, certo? Pois bem, o problema é que você ainda não tem todo o arsenal linguístico disponível para demonstrar toda a sua capacidade de argumentação.

Vá com calma, um passo de cada vez. Você vai soar como uma criança no começo? Sim, e não tem problema algum, todos passam por isso.

Aprenda a usar o Google

Antes de fazer isso você precisa mudar o idioma da sua conta no Google para o inglês, ou, em vez de usar o google.com.br, você pode digitar na barra de endereço a versão britânica: google.co.uk. Depois disso, sempre que não souber o significado de uma palavra, digite “define”.

Por exemplo, vamos procurar a definição da palavra “gobsmacked”:

Busque por “define gobsmacked”

Legal, né? Além da definição de Oxford, você ainda confere a origem, sinônimos, o áudio com a pronúncia, além do uso no decorrer dos anos. Fantástico!

Mas, se ainda assim você ainda não ficou muito certo do significado, tente buscar novamente no images.google:

Busque por “gobsmacked” em Google Imagens

Fuja das traduções

Se não reconhece uma palavra em um texto, use a dica acima, e procure a definição, é bem provável que você vai entender a descrição e não vai precisar da tradução. O problema de usar traduções como muletas é que você vai acabar falando “Português em Inglês” e não somente inglês, uma vez que as estruturas das línguas são diferentes, e esse é um hábito difícil de mudar. Então, seja forte e comece do jeito certo.

Leia em inglês sobre assuntos que te interessam

Se você não tem o mínimo interesse por, digamos, “artesanato”. Por que diabos você perderia seu tempo limitado lendo sobre algo que nunca leria em português? Não leia um artigo sobre artesanato, procure algum assunto que é de seu interesse. A diversidade é essencial para formação do conhecimento e senso crítico, mas o objetivo primário aqui é aprender inglês, então tudo o que pudermos fazer para deixar o processo mais agradável é bem-vindo.

Aprenda a fazer anotações

Quando for fazer uma anotação de uma nova palavra que acaba de descobrir, muita gente costuma colocar a tradução do lado. NÃO FAÇA ISSO! Uma dica é colocar um sinônimo, antônimo e ou palavra semelhante ao lado, nunca a tradução. E você pode usar símbolos simples como:

“!=” (antônimo): happy != sad
“=” (sinônimo): gleeful = happy
“≅” (semelhante): stare ≅ look

Tenha um caderno separado para suas anotações

Parece simples, mas, acredite, muitos alunos não tem esse hábito. Como a maioria dos livros didáticos possuem os exercícios prontos, sempre fiquei perplexo com o fato de a maioria dos estudantes não trazer um caderno para as aulas.

De preferência, mantenha o mesmo caderno durante todo o curso. Faça todas suas anotações nele. Por que? Ora, se você anota tudo só nos livros didáticos, o que acontece com suas anotações quando muda de livro?

Aproveite seus colegas

Uma coisa que me irritava profundamente era ver meus alunos falando em português antes das aulas, nos corredores e nos intervalos. Coloque uma coisa na sua cabeça: em que outro lugar você vai encontrar pessoas que querem aprender inglês, que sejam do mesmo nível que você e em um ambiente no qual ninguém vai te olhar torto se estiver falando em outra língua? Seus colegas também são fontes de conhecimento. Você paga (caro) pelo seu curso, então seja esperto e aproveite tudo que estiver ao seu dispor.


Por Douglas Camargo via Quora

Aprender Inglês